VIDA NA AMERICA

Bed Bugs: o que são, como evitar e como agir contra eles!

Saiba como evitar os Bed Bugs e o que fazer caso encontre algum

Viajar, passear, se divertir com a família e amigos e conhecer novos lugares o dia todo é maravilhoso! E melhor ainda é ter uma boa noite de sono para poder aproveitar ainda mais no dia seguinte. Mas a sua viagem pode ser arruinada pelos bed bugs, insetos que são muito comuns nos EUA, encontrados em acomodações e lugares onde passam muitas pessoas, desde albergues até hotéis luxuosos.

O que são?

Bed bugs é como os percevejos de cama são chamados nos EUA. No Brasil eles não são tão comuns (embora tenha também!), mas nos EUA eles são facilmente encontrados em hotéis. Eles se parecem com piolhos, mas são maiores! Esses percevejos se alimentam de sangue e têm atividade noturna, então durante a noite picam áreas descobertas de pele quem estiver por perto, dormindo no colchão onde eles estão ou passando pelo tapete. Antes de se alimentar eles são de uma cor marrom claro, meio caramelo e depois que se alimentam, ficam com uma cor marrom avermelhada. Se reproduzem muito rápido e gostam de ficar nos colchões, sofás, atrás de quadros, armários, carpetes, tapetes e cortinas, estrados de cama, fendas nas paredes, molduras, pilhas de roupa e frestas do assoalho, nos cantos e costuras…

Esses bichinhos são facilmente transportados de um local para outro, então as pessoas podem nem perceber se está com um deles dentro de um casaco ou na mala, por exemplo. E isso é um perigo! Porque durante a viagem a pessoa vai de um lugar para outro, de um país para outro e transporta os insetos que podem se alastrar por vários lugares. Além disso, eles podem ficar semanas sem se alimentar, então são bem resistentes.

Como evitar os bed bugs?

Fique sempre atento durante sua estadia nos hotéis e caso more nos EUA, sempre confira antes de se sentar ou deitar em algum lugar. Antes de deitar, olhe os lençóis e fronhas, tire a roupa de cama e analise minuciosamente o colchão, procure pelos bed bugs e caso não encontre os bichinhos, procure por manchinhas avermelhadas ou marrons e até pontinhos de sangue. Desconfie daqueles hotéis que tem as roupas de cama muito estampadas e coloridas, podem estar tentando esconder os bichinhos e as manchinhas que eles deixam. Ao se sentar em sofás, procure optar pelo acento do meio porque eles preferem as dobrinhas dos cantos, mas por via das dúvidas, olhe bem o acento do meio também!

Coloque suas roupas e sapatos em pacotes com lacre, principalmente os usados, separe os usados dos limpos em pacotes diferentes, assim caso eles estejam com algum ovinho ou até com algum percevejo escondido, os bed bugs não se espalham pelo resto das suas coisas.

Antes de se hospedar em qualquer hotel, procure antes se existe comentários de hóspedes reclamando dos bed bugs, pode evitar uma grande dor de cabeça (e coceira)! Dizem que os lugares mais baratos são os que possuem bed bugs, mas isso não é regra. Você pode encontrá-los em hotéis maravilhosos também, nunca se sabe se o hospede anterior deixou por lá algum ovinho que trouxe da rua no sapato.

Evite comprar roupas e móveis usados! Nos Estados Unidos é muito comum encontrar móveis usados repousados na calçada para doação, aparentemente em ótimo estado. Desconfie! Principalmente dos colchões, verifique bem antes de levar para casa. Se for comprar coisas usadas, pergunte se foram verificadas para percevejos.

Achei bed bugs, o que fazer?

Tome um banho quente, use bastante sabão e lave bem os cabelos para tirar qualquer vestígio dos bichinhos. Verifique se a toalha está livre deles também antes de se secar.

Achei bed bugs no hotel/acomodação: informe imediatamente os funcionários ou donos da casa. Com as redes sociais e o poder da fotografia, hoje em dia é fácil provar qualquer coisa. Então os funcionários do hotel não hesitarão em te trocar de quarto ou até devolver seu dinheiro, para evitar escândalos.

Achei bed bugs na bagagem: tire todas as suas coisas (tudo mesmo) de dentro das bagagens e higienize o máximo possível, lave o que der para lavar, coloque na secadora onde esquenta ou passe a ferro para matar possíveis ovinhos. Higienize também as malas vazias e mochilas! Não deixe passar nada mesmo: olhe roupa, sapatos, frascos, escovas de cabelo, agendas… inspecione cada cantinho – com atenção especial nas dobras e costuras. Se deixar passar algum percevejo ou algum ovinho, você pode levá-lo para casa depois da viagem e por lá alastrar os bed bugs.

Achei bed bugs em casa: se você mora nos EUA (ou até mesmo no Brasil) e encontrou bed bugs na sua residência, chame um dedetizador – uma empresa que tenha conhecimento especializado em bed bugs. Embora algumas pessoas relatem que depois de várias dedetizações os bichinhos continuaram lá firmes e fortes. Alguns bed bugs podem ser resistentes à maior parte dos inseticidas, se isso te acontecer, jogue fora o móvel e coloque fogo para garantir que eles não piquem mais ninguém. Caso não seja proprietário do imóvel, chame o landlord ou quem for responsável pelo aluguel do imóvel por é ele o responsável pelos gastos com a infestação de bad bugs.

Fui picado por bed bugs, e agora?

Um percevejo só pode picar várias vezes uma área, então pode ser que surja uma listra de picadas e tenham sido feitas por poucos bichos. A boa notícia é que bed bugs não transmitem doenças! Pelo menos esse consolo nós podemos ter. Mas, a coceira é terrível! De começo a picada não dói, em algumas pessoas a área começa a ficar bem avermelhada e coçar a muito, principalmente se a pessoa for alérgica, pode causar inclusive inchaço e bolhas. Já em outras a picada fica parecida com a picada de um pernilongo.

Se a alergia se agravar, procure um médico! Aguente firme e não coce as feridas porque a sujeira das unhas pode infeccionar a pele e acabar deixando cicatrizes. Compressa de água gelada pode ajudar a diminuir a coceira, lavar as feridas com água e sabão (não passe o sabão, somente a espuma) também.

VEJA TAMBÉM:

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo